header image

Nosso Blog

Próximo Evento

COMER BARRA DE CEREAIS É UM HÁBITO SAUDÁVEL?

Não há como negar que as barrinhas de cereais caíram no gosto de muitas pessoas. Elas são fáceis de serem transportadas, podem ser levadas na bolsa, ficam por dias na gaveta do escritório, são leves, compactas, práticas e possuem sabores variados, enfim, é um alimento que se adaptou muito bem à correria da vida moderna. No entanto, é preciso ter cuidado, pois assim como qualquer outra fonte de energia, a barra de cereais tem que ser consumida com moderação e jamais ser usada para substituir refeições.

“A barra de cereais não tem qualidades nutritivas para substituir refeições”, alerta a nutricionista e professora do Centro Universitário São Camilo, Samantha Rhein. A profissional destaca a propaganda enganosa de pacotes de dietas que prometem perda de peso por meio da ingestão apenas de barrinhas salgadas e doces. “O melhor horário para comê-las é entre as refeições”, explica Samantha.

Assim como as frutas, iogurtes ou, ainda, um pedaço de queijo branco, a barra de cereais é indicada para os lanches rápidos como uma forma de variar a dieta. No entanto, Mariana Del Bosco Rodrigues, nutricionista da Abeso, ressalta a importância dos alimentos naturais. “Sempre que possível é preferível optar por um lanchinho natural. Isso não quer dizer que os produtos industrializados são ruins, mas é que houve uma inversão que leva a preferência apenas pelos industrializados”.

A composição nutricional das barras de cereais varia de acordo com cada produto e fabricante, uma vez que a variedade no mercado é ampla. “De modo geral, elas são produtos energéticos, apropriados para o consumo anterior a atividade física, ou então rica em fibras, contribuindo para a regularização do trânsito intestinal. A dica é sempre analisar o rótulo (tabela de composição nutricional e lista de ingredientes)”, ensina a nutricionista Adriana Alvarenga, Gerente de Informação Científica da Gold Nutrition.

Para Mariana Del Bosco Rodrigues, as barras de cereais não deveriam ter o rótulo de “produto saudável” uma vez que são fontes de açúcar e gordura. “O ideal de ingestão diária de fibras é entre 25 e 30g e a maioria das barrinhas não têm nem 1g”, destaca.

Mas, segundo Mariana, não dá para descartar a grande qualidade desse alimento: a praticidade. A nutricionista Samantha Rhein destaca ainda outros pontos positivos da barra de cereais. “Pelo fato de possuir fibras, é preciso mastigar muito, o que sacia a sensação de fome. E também supre a vontade, principalmente das mulheres, de comer um docinho no meio do dia.”

Já os produtos indicados como light também possuem ressalvas. “A diferença entre o light e o normal é de cerca de 30 calorias, ou seja, muito pouco e desnecessário para quem tem um hábito alimentar controlado”, explica Samantha Rhein.

A nutricionista Luciana Piccolo dá dicas para escolher barrinhas mais saudáveis:

Prefira as barrinhas elaboradas à base de sementes (gergelim ou linhaça, por exemplo) ao invés de flocos de cereais, pois são mais ricas em fibras e fonte de vitaminas e ômega 6.

As barras à base de quinua são ótimas. Fornecem proteína, ômega 3 e 6, são também boas fontes de fibras, vitaminas e minerais (magnésio, zinco e potássio) e não contém glúten.

E por fim, as barrinhas de cereais cobertas com chocolate, que são as mais calóricas e menos nutritivas, uma vez que apresentam açúcar e aumentado teor de gordura saturada em sua composição. Às vezes com o teor de fibras quase nulo.

 

Fonte:http://saude.terra.com.br/noticias/0,,OI4669570-EI16562,00-Comer+barra+de+cereais+e+um+habito+saudavel.html; http://www.wallstreetfitness.com.br/fique_por_dentro/artigo/760/

Compartilhe isso:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *